SINDICATO DOS MÉDICOS DE JUIZ DE FORA E DA ZONA DA MATA DE MINAS GERAIS. BLOG DA COLUNA ELETRÔNICA SINDICAL "SINDICATO EXPRESSO". "Muita saúva e pouca saúde/ Os males do Brasil são." http://sindicatoexpresso.blogspot.com

sexta-feira, 2 de maio de 2008

MEC: Relação das Piores Faculdades de Medicina.

A matéria foi divulgada pelo Sindicato dos Médicos de Campinas e Região. Leia clicando no link ou na transcrição.
Sindimed.org.br - Notic
MEC divulga lista com as piores e as melhores universidades de medicina do Brasil
(30/04/2008)

O Ministério da Educação (MEC) divulgou na última terça-feira, 29, a lista dos 17 cursos de medicina que estão sob supervisão. A lista foi preparada levando em conta as graduações que tiveram conceitos 1 ou 2 no cruzamento do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) com o indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD). Foram avaliados 103 cursos em instituições públicas e privadas.

Na mira do MEC

Metropolitana de Santos, Santos (SP)
Medicina do Planalto Central, Brasília (DF)
Centro Universitário Serra dos Órgãos, Teresópolis (RJ)
Univ. de Uberaba, Uberaba (MG)
*Federal de Alagoas*, Maceió (AL)
Severino Sombra, Vassouras (RJ)
*Federal do Pará* , Belém (PA)
*Federal da Bahia*, Salvador (BA)
Superior de Valença, Valença (RJ)
Centro Universitário de Volta Redonda, Volta Redonda (RJ)
Luterana do Brasil ,Canoas (RS)
Universidade de Ribeirão Preto ,Ribeirão Preto (SP)
*Federal do Amazonas*, Manaus (AM)
Nilton Lins, Manaus (AM)
Universidade Iguaçu, Itaperuna (RJ)
Universidade de Marília, Marília (SP)
Universidade Iguaçu, Nova Iguaçu (RJ)
Faculdade Cidade (Estado)

Entre os 17 cursos de medicina em supervisão, quatro são de instituições federais. São elas: Ufal (Universidade Federal de Alagoas), Ufpa (Universidade Federal do Pará), Ufba (Universidade Federal da Bahia) e Ufam (Universidade Federal do Amazonas). Nestes casos, o MEC acompanhará o processo de saneamento.

Essas 17 insituições devem apresentar um diagnóstico sobre seu desempenho e propostas para reverter a situação. Caso a SESu (Secretaria de Educação Superior do MEC) considere as medidas apresentadas suficientes, poderá "celebrar termo de saneamento com a instituição de ensino". No entanto, se não houver acordo sobre isso, o MEC poderá realizar visita ao curso e instaurar processo administrativo para aplicação de penalidades.

As sanções incluem desativação de cursos e habilitações, suspensão temporária de prerrogativas de autonomia e da abertura de processo seletivo de cursos de graduação ou cassação do reconhecimento de curso. A iniciativa segue os mesmos parâmetros das medidas tomadas, anteriormente, com os cursos de direito e
pedagogia .

As melhores notas
Dos 103 cursos avaliados, obtiveram nota máxima nos dois indicadores os oferecidos pelas universidades federais do Rio Grande do Sul, de Goiás, de Ciências da Saúde de Porto Alegre, de Santa Maria, do Piauí e de Mato Grosso.

Segundo a Agência Brasil, a AMB (Associação Médica Brasileira) apontou como um dos principais problemas dos cursos a falta de residência médica em quase 40% das faculdades de medicina.

Para o ministro da Educação, Fernando Haddad, a prática da residência médica poderá se tornar obrigatória e as vagas poderão ser ampliadas para melhorar as condições do ensino médico. "Mas é importante lembrar que o Enade é aplicado a alunos ingressantes e concluintes. Portanto, uma parte deles não chegou à fase de residência ainda e mesmo assim as notas foram muito baixas", disse Haddad.

Fonte: Fenam

Technorati Tags: , ,

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

SINDMED-JF

SINDMED-JF
A luta sindical na Internet.

Filiado à Federação Nacional dos Médicos

Filiado à Federação Nacional dos Médicos

PARA INDICAR O SINDICATO EXPRESSO, CLIQUE NO LINK ABAIXO.

Indique este Site!

ACESSOS (desde 01/03/2008)

Receba Sindicato Expresso por e-mail

Grupos do Google
Participe do grupo Sindicato Expresso
E-mail:
Visitar este grupo

Notícias

Loading...