quinta-feira, 21 de julho de 2016

Males da terceirização: Polícia Federal prende falsos médicos

Usuários do SUS são atendidos por falsos médicos. Eles são contratados por empresas e instituições "sem fins lucrativos" em esquemas de terceirização de atividades fim em serviços públicos. Existe sentença do STF que permite essas negociatas e arranjos e suas consequências lamentáveis.
"Segundo a PF, os investigados são dois irmãos que, embora não tenham completado o curso superior de graduação em Medicina, teriam obtido a inscrição para o exercício da profissão, mediante apresentação de diplomas falsos perante o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), os quais apontavam como especialidade a cirurgia médica.
A PF aponta que os falsos médicos atuavam desde 2012 na região de Avaré, no interior paulista, atendendo em hospitais públicos e no Samu - Serviço de Atendimento Móvel de Urgência.
Os diplomas falsos, de acordo com a Federal, foram supostamente emitidos por universidade privada localizada na Bolívia e revalidados no Brasil, para a posterior apresentação junto ao Conselho Regional de Medicina, 'visando a obtenção fraudulenta de autorização para exercer a profissão médica'.
A falsidade dos documentos foi confirmada pela Justiça boliviana, por meio de pedido de cooperação jurídica internacional, informa a PF.
As penas para os crimes investigados variam de seis meses a seis anos de reclusão e multa."
A matéria completa pode ser lida no link abaixo:
Polícia Federal prende falsos médicos - Jornal do Commercio

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Sindicato Expresso

SINDMED-JF

SINDMED-JF
A luta sindical na Internet.

PARA INDICAR O SINDICATO EXPRESSO, CLIQUE NO LINK ABAIXO.

Indique este Site!

ASSINE O SINDICATO EXPRESSO - GRÁTIS E RECEBA EM PRIMEIRA MÃO.

Receba Sindicato Expresso por e-mail

Grupos do Google
Participe do grupo Sindicato Expresso
E-mail:
Visitar este grupo