terça-feira, 20 de março de 2012

Fax Sindical 989 - 20.03.2012

Fax Sindical 989
----------------------------------------------------------------------
Juiz de Fora, 20 de março de 2012
De: Sindicato dos Médicos de Juiz de Fora e da Zona da Mata MG

----------------------------------------------------------------------

Avião Sindical Importante

Atenção médicos da Prefeitura de Juiz de Fora: compareçam à Assembléia Geral Extraordinária dos Médicos da Prefeitura - dia 27 de março às 19 horas e 30 minutos na Sociedade de Medicina. Todos estäo convidados. Médicos municipais, municipalizados e terceirizados. Vamos construir a pauta de reivindicações para a campanha de 2012, que deverá ser discutida e aprovada.

Atenção servidores estaduais municipalizados. A complementação salarial que deveria ser paga, até a presente data, pela Prefeitura de Juiz de Fora não foi paga. Fiquemos atentos a esses desrespeitos, que, infelizmente, estão acontecendo com frequencia.

Leia nesse Fax Sindical:
Médicos paulistas menos insatisfeitos com o SUS do que com planos de saúde. Ribeirão Pires SP abre concurso público para médicos com salários até 22 mil reais. São vagas. Como a política das institucora financeiras prejudica o usuário e a saúde do trabalhador. Centrais sindicais vão discutir com governo o fator previdenciário.

Pesquisa Datafolha: Médicos Paulistas estão menos insatisfeitos com o SUS do que com os planos de saúde


No estado de São Paulo, 74% dos 58.000 médicos que atendem planos de saúde consideram ruim  ou    péssima a relação das operadoras com os profissionais. O dado é de uma pesquisa inédita do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), realizada pelo Instituto Datafolha em abril de 2011, com 644 médicos.

A crise entre a classe médica e os planos de saúde  deteriorou muito nos últimos quatro anos. Em 2007, 43% dos médicos que atendiam planos de saúde já afirmavam que tinham problemas com as operadoras, especialmente relacionados a  baixos valores de honorários médicos, glosa ou negação de consultas, internações, exames, procedimentos e outras medidas terapêuticas.

Em 2011, o Cremesp também quis saber como anda a relação dos médicos com os empregadores públicos (com o Sistema Único de Saúde – SUS). Na avaliação de 59% dos médicos a relação do SUS com os profissionais é ruim ou péssima. Ou seja, os médicos estão mais insatisfeitos com os planos de saúde ( 74%) do que com o SUS.

ALGUNS DADOS DOS PLANOS DE SAÚDE EM SÃO PAULO
•    Cerca de 58.000 médicos atendem planos e seguros de saúde  em São Paulo ( dentre os 106 mil médicos em atividade no Estado)

•    Funcionam em São Paulo 327  operadoras de planos de assistência médico-hospitalar  com registro ativo na ANS (139 empresas de  Medicina de Grupo, 82 cooperativas médicas, 55 planos de autogestão, 44 planos mantidos por Santas Casas e 7 seguradoras de saúde.)

•    São Paulo tem 18, 4 milhões de usuários de planos de assistência médica ( dentre 46,6 milhões de beneficiários no Brasil ). É o estado com maior presença da assistência suplementar: 44,7% da população têm plano de saúde, sendo 59,8% de cobertura na capital e 39,1% no interior.

Assessoria de Imprensa do Cremesp:
Fonte: www.jornalnanet.com.br/noticias/4525/medicos-paulistas-estao-mais-satisfeitos-com-o-sus-do-que-com-os-planos-de-saude



Concurso Público: Ribeirão Pires vai contratar 40 médicos

Salários de 22 mil reais e gratificação de 4 reais por consulta após a centésima

Prefeitura abriu
concurso público;
inscrições podem ser
feitas até a próxima
sexta-feira (23) REDAÇÃO
A prefeitura de Ribeirão
Pires abriu concurso
público para a
contratação de médicos.
Até o dia 23 de março,
os interessados em
concorrer aos cargos
disponíveis deverão se
inscrever pelo site
www.mouramelo.com.
br
ou presencialmente, de
segunda a sexta-feira,
das 9h às 17h, na
Prefeitura, à rua Miguel
Prisco, 288 – Centro.
No total, estão
disponíveis 40 vagas.
Entre os cargos
buscados estão
anestesista plantonista,
cirurgião geral
plantonista,
ginecologista,
ginecologista/obstetra
plantonista,
cardiologista, urologista,
psiquiatra e ortopedista.
Os salários para médicos
variam entre R$ 1.1 mil
(plantão de 12h), R$ 2.2
mil (plantão de 24h) e R$
4 mil por 20 horas
semanais. Entre os
benefícios oferecidos
aos médicos aprovados
no concurso está o
pagamento de R$ 4 por
consulta após a
centésima consulta
realizada por cada
profissional.
O valor da inscrição para
essas vagas é R$ 51.
Todas as informações
sobre as vagas de
médicos, bem como
dados das inscrições no
site da Moura Melo.

Fonte: www.redebomdia.com.br/noticia/detalhe/16252/Ribeirao+Pires+vai+contratar+40+medicos


Ganância dos bancos prejudica cliente e trabalhador

Em seminário, Sindicato e Idec unidos lançam campanha pela venda responsável de produtos financeiros
Data: 18/3/2012



A gestão dos bancos, com foco nas metas abusivas por vendas e lucro, prejudica tanto aos trabalhadores quanto à sociedade. Com essa constatação, a presidenta do Sindicato, Juvandia Moreira, abriu o seminário Venda Responsável de Produtos Financeiros, na manhã de quinta 15, Dia Mundial do Consumidor.

O evento marcou também o lançamento da campanha pela venda responsável de produtos financeiros, realizada em parceria com o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). Sindicato e Idec editaram uma cartilha sobre o assunto que, ressaltou Juvandia, pretende não apenas esclarecer os correntistas sobre seus direitos, como também informar a população sobre a realidade de trabalho dos bancários, categoria adoecida por conta das metas inalcançáveis e do assédio moral institucional no setor financeiro. A cartilha será distribuída nas agências bancárias e estará disponível na sede do Sindicato.

A coordenadora executiva do Idec, Lisa Gunn (à esquerda na foto), que também participou da mesa de abertura, concorda que consumidores e clientes são as "duas faces de uma mesma moeda”. "Se por um lado os trabalhadores sofrem com a pressão por metas, por outro os consumidores são lesados ao adquirirem produtos inadequados ao seu perfil ou desnecessários” Daí a importância, acrescentou Lisa Gunn, da parceria entre Sindicato e Idec para combater o problema. "Hoje estamos comemorando o Dia Mundial do Consumidor com o lançamento de campanha que é fruto dessa parceria.”

O seminário contou com a participação de entidades internacionais como o Consumers International e a UNI Finanças, braço da UNI Sindicato Global para os trabalhadores do setor financeiro. Os representantes das duas entidades apontaram para a necessidade de articulações internacionais para combater a atual forma de gestão das instituições financeiras.

Pressão por venda causa adoecimentos, diz médica

Maria Maeno, pesquisadora da Fundacentro, participou de seminário Venda Responsável de Produtos promovido pelo Sindicato ao lado do Idec no Dia Mundial do Consumidor

 

São Paulo – Segundo a médica sanitarista e pesquisadora da Fundacentro Maria Maeno, a categoria bancária figura entre as que mais utilizam benefícios do INSS. E a maioria dos afastamentos, informou, é por problemas psíquicos, ou seja, que demandam um longo tratamento e deixam sequelas. A médica participou da mesa de saúde do seminário Venda Responsável de Produtos, que Sindicato e Idec realizaram nesta quinta-feira 15, Dia Mundial do Consumidor.

"A cobrança excessiva por venda a que estão submetidos os bancários são a causa desse adoecimento”, acrescentou o secretário de Saúde do Sindicato, Walcir Previtale (foto), o outro palestrante da mesa.

 

A pesquisadora da Fundacentro (foto) mostrou como as doenças do trabalho hoje têm uma "multicausalidade”. Antigamente, disse, as doenças eram mais diretamente identificadas com a função exercida pelo trabalhador. "Era o dentista que adoecia pelo contato com o mercúrio dos amálgamas, ou o operário da linha de produção que apresentava problemas de surdez”, exemplificou.

Mas no capitalismo de hoje, disse, é diferente: o trabalhador adoece por conflitos éticos, por estresse, por pressão, por ser humilhado pelos chefes e por introjetar psicologicamente os conceitos da empresa. "A pressão por metas, por exemplo, transformou os bancários numa das categorias que mais apresenta doenças por esforço repetitivo (as LER/Dort). Os conflitos éticos, por sua vez, levam a doenças psíquicas, cardíacas, gástricas, musculares”, citou Maeno para ilustrar como a relação de causa e adoecimento não é tão direta quanto se considerava antes.

A médica também se referiu a outra faceta do problema, que vem sendo debatida por especialistas de todo o mundo: o sequestro da subjetividade do trabalhador pelo empregador. "Os bancos buscam a adesão do trabalhador, que não são mais empregados, e sim ‘colaboradores’. E através da publicidade se vendem para a sociedade como empresas perfeitas, ‘sempre perto de você’, ‘feito pra você’. O trabalhador se sente tão pequeno que muitas vezes não tem coragem de compartilhar seu sofrimento com a própria família.”

Fonte: www.gestaosindical.com.br/eventos/materia.asp?idmateria=3941




Governo volta a discutir fator previdenciário com centrais sindicais


Em entrevista ontem (15) ao programa Bom Dia, Ministro, o ministro Garibaldi Alves Filho confirmou as negociações a respeito de alternativas ao fator previdenciário e admitiu que a fórmula atual penaliza o trabalhador na hora de calcular a aposentadoria. Ele descartou, no entanto, o fim do mecanismo e sinalizou somente com ajustes.

O fator é usado para inibir o trabalhador a se aposentar mais cedo. A fórmula leva em conta a alíquota de contribuição, a idade do trabalhador, o tempo de contribuição à Previdência Social e a expectativa de vida da população.

Parte dos sindicalistas quer a substituição do fator. A Central Única dos Trabalhadores (CUT) defende a fórmula chamada 85/95. Se a soma da idade mais o tempo de contribuição for igual a 85 (para mulher) e 95 (para homem), o trabalhador terá direito a receber 100% do valor da aposentadoria.

De acordo com o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Artur Henrique, o sistema atual do fator previdenciário não  tem surtido o efeito para o qual foi criado, pois mesmo após a aposentadoria, as pessoas precisam continuar a trabalhar para complementar a renda.

O presidente do Sindicato Nacional dos Aposentados e Pensionistas da Força Sindical, João Batista Inocentini, trabalha com proposta diferente, em que a aposentadoria integral deve ser concedida quando a soma da idade e do tempo de contribuição resultar em 80 (mulher) e 90 (homem). Além disso, o cálculo deverá ser revisto a cada dez anos para acompanhar o aumento da expectativa de vida do brasileiro.

“Na realidade, o melhor era acabar com o fator previdenciário. Já que não é possível, essa forma [fórmula 80/90] é mais justa”, disse Inocentini.


Outro assunto em pauta deve ser o reajuste das aposentadorias acima de um salário mínimo.

Fonte: Sintrafesc
Autor: Carolina Pimentel - Agência Brasil www.gestaosindical.com.br/centrais/materia.asp?idmateria=3940

**************************************************

Companheiros e amigos d movimento sindical, das entidades médicas e do serviço público, ajude-nos a divulgar o Fax Sindical. Isso é uma forma de fortalecer a nossa luta. O Fax Sindical também já está no Twitter. Visite http://www.twitter.com/faxsindical

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Sindicato Expresso

SINDMED-JF

SINDMED-JF
A luta sindical na Internet.

PARA INDICAR O SINDICATO EXPRESSO, CLIQUE NO LINK ABAIXO.

Indique este Site!

ASSINE O SINDICATO EXPRESSO - GRÁTIS E RECEBA EM PRIMEIRA MÃO.

Receba Sindicato Expresso por e-mail

Grupos do Google
Participe do grupo Sindicato Expresso
E-mail:
Visitar este grupo