quinta-feira, 29 de agosto de 2013

"O governo mentiu várias vezes" sobre a bolsa "Mais Médicos"

"O governo brasileiro mentiu
várias vezes nesse episódio.
Em maio último, o então
chanceler Patriota havia dito
que se preparava a
importação de 6 mil cubanos.
Dada a reação ruim, o
ministro Padilha disse que o
governo havia desistido do
projeto. Agora, assim de
repente, aparecem 4 mil
médicos preparados para vir
ao Brasil.

O governo apenas aproveitou
o momento para lançar o Mais
Médicos, com esse propósito
principal de trazer os
cubanos. Com marketing
quem pode ser contra a
colocação de médicos em
lugares carentes? Por outro
lado, a presidente Dilma
comprou uma briga feia com
os médicos brasileiros,
caracterizados como ricos
insensíveis no discurso oficial
e aliado. Uma ofensa, claro,
mesmo considerando que há
médicos que não cumprem
suas obrigações. A grande
maioria está aí, ralando.

Finalmente, e se algum
cubano entrar, por exemplo,
na embaixada dos EUA e
conseguir refúgio, o que fará
o governo brasileiro?"

"O médico cubano, destacados para trabalhar no Brasil - sob as
regras contratuais do regime
cubano, uma ditadura. E não
poder trazer a família, que
permanece refém em Cuba,
sem poder viajar para o Brasil
ou para qualquer outro lugar -
isso é de uma violência sem
limite.
Os médicos ficam presos no
Brasil, suas famílias, em Cuba.
Parece exagerado, mas é a
pura verdade. Tanto que o
governo brasileiro foi logo
avisando os doutores cubanos
que não tentem fugir ou pedir
asilo, porque serão presos e
deportados."

http://moglobo.globo.com/integra.asp?txtUrl=/opiniao/cubanos-presos-aqui-la-9734289
Enviado do meu BlackBerry®

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Sindicato Expresso

SINDMED-JF

SINDMED-JF
A luta sindical na Internet.

PARA INDICAR O SINDICATO EXPRESSO, CLIQUE NO LINK ABAIXO.

Indique este Site!

ASSINE O SINDICATO EXPRESSO - GRÁTIS E RECEBA EM PRIMEIRA MÃO.

Receba Sindicato Expresso por e-mail

Grupos do Google
Participe do grupo Sindicato Expresso
E-mail:
Visitar este grupo