quarta-feira, 10 de junho de 2009

JUIZ DE FORA: MÉDICOS DA PREFEITURA APROVAM INDICATIVO DE GREVE.

De: Sindicato dos Médicos de Juiz de Fora
Data: 10 de junho de 2009.
====================================
<<<<<<< * TELEGRAMA SINDICAL * >>>>>>>
====================================
MÉDICOS DA PREFEITURA DE JUIZ DE FORA: ASSEMBLÉIA APROVA INDICATIVO DE GREVE EM RESPOSTA À INTRANSIGÊNCIA.
Em Assembléia Geral Extraordinária realizada na Câmara Municipal, com a presença de um grande número de médicos, da Diretoria do Sindicato dos Médicos, dos vereadores Dr. Fiorilo, Dr. José Tarcísio e Castelar e de dirigentes do movimento sindical, os médicos da Prefeitura aprovaram:
1-Indicativo de greve, paralisação no dia 17 de junho de 2009, quarta-feira, com Assembléia no mesmo dia, às 10 (dez) horas na Sociedade de Medicina e Cirurgia.
2-Audiência com o Prefeito Custódio de Matos, responsável maior pela administração municipal.
A - As Assembléias dos médicos da Prefeitura tem estado cheias. Considerando o efetivo total de médicos, a representatividade tem sido maior do que a de outras categorias que estiveram recentemente em campanha salarial. Há uma indiscutível repercussão na opinião pública e na imprensa do movimento dos médicos da Prefeitura, construído em torno das negociações coletivas de 2009.
B – Os médicos são trabalhadores intelectualizados, passam por uma formação demorada e difícil. São seis anos em dois turnos e, pelo menos, dois de residência ou especialização. Apesar disso esbarram com a disposição política da administração Custódio de Matos em não reconhecer o valor do trabalho médico. Essa situação alimenta a crise no SUS de Juiz de Fora.
C – No seu trabalho os médicos são as vítimas mais freqüentes do assédio moral. Esse assédio se dá segundo um roteiro prefixado. Sem existe uma chefia que se coloca na posição de médico melhor que os outros e que enxerga defeitos e reparos no trabalho de seus colegas, comentando-os com outras pessoas ou com a própria vítima do assédio moral. Nesse particular, o "chefe" geralmente atropela o Código de Ética. Esses chefes, quando enfrentam a resistência do médico, sempre declaram que existe uma fila de gente querendo assumir o lugar do assediado, deixando claro que ele é um profissional dispensável. No caso da Prefeitura de Juiz de Fora os gestores partem do pressuposto que existe muito médico disponível para trabalhar por mil e duzentos por mês e mais uns penduricalhos que não se incorporam em caso de auxílio-doença, invalidez ou aposentadoria.
D – A Saúde é para qualquer administração municipal. Todo prefeito eleito falou muito em saúde, em SUS, na sua campanha eleitoral. Atualmente, em Juiz de Fora, anuncia-se para a população ricos investimentos em equipamentos médicos e em prédios para abrigar hospitais maravilhosos. Mas, para o médico, para as pessoas que fazem tudo isso funcionar, nada se oferece além de um miserável salário e total falta de perspectivas.
E – Essa luta dos médicos é uma luta política. Médicos são trabalhadores intelectualizados em meio a uma questão política. É pura decisão política essa de remunerar pessimamente os médicos. Portanto os médicos devem formar opiniões, convencer pessoas, mobilizar colegas e apoio político. Os médicos estão em plena campanha. Eis o fato.
F – A participação em Assembléia e a paralisação durante o movimento são fundamentais. O médico que não participa está sendo inimigo da categoria e suas desculpas esfarrapadas não serão suficientes para esconder o seu salário horrível e nem as deterioradas condições de trabalho nas quais ele atual.
A PRESENÇA DE TODOS NA ASSEMBLÉIA DO DIA 17 DE JUNHO É FUNDAMENTAL.
*OBSERVAÇÃO IMPORTANTE – ESSE É UM COMUNICADO OFICIAL DO SINDICATO. PODE SER IMPRESSO E DISTRIBUÍDO ENTRE COLEGAS E USUÁRIOS DO SISTEMA DE SAÚDE SEM NECESSIDADE DE AUTORIZAÇÃO PRÉVIA.


Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Sindicato Expresso

SINDMED-JF

SINDMED-JF
A luta sindical na Internet.

PARA INDICAR O SINDICATO EXPRESSO, CLIQUE NO LINK ABAIXO.

Indique este Site!

ASSINE O SINDICATO EXPRESSO - GRÁTIS E RECEBA EM PRIMEIRA MÃO.

Receba Sindicato Expresso por e-mail

Grupos do Google
Participe do grupo Sindicato Expresso
E-mail:
Visitar este grupo