sexta-feira, 31 de julho de 2015

Casos de falsos médicos em atividade no Brasil: falsário e empregados de sindicato são acusados de golpe

No Acre, mais um caso de atuação escandalosa de falso médico. A desvalorização da Medicina pelas autoridades brasileiras tem feito proliferar os casos mais bizarros, como o desse falso médico. No interior de São Paulo as pessoas têm estado apreensivas com a proliferação de falsos médicos terceirizados que prestam serviços a prefeituras. Os falsários emitiram 60 atestados de óbito falsos só na região de Sorocaba. Vale a pena terceirizar atividades-fim em serviços públicos de saúde? A corrupção no SUS vai além de vampiros e sanguessugas.

De acordo com o delegado Remullo Diniz, diversas vítimas do falso médico apareceram depois do caso virar notícia. " Essas pessoas arregimentavam as pessoas mais humildes, mais pobres. E elas dificilmente denunciam. Mas depois que foi veiculado nos meios de imprensa a prisão do médico, tem inúmeros. Não tem como dar conta da demanda de atendimento das vítimas que estão vindo aqui registrar. Não só em Sena Madureira, mas na cidade de Feijó, Tarauacá e Manuel Urbano já estão procurando as delegacias para denunciar."
Segundo a polícia, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais oferecia aos sócios e não sócios uma consulta de última geração com máquina moderna que seria capaz de detectar todas as enfermidades do cidadão, dispensando até exames clínicos e laboratoriais.
Além das consultas, que custavam cerca de 100 reais, o falso médico também vendia medicamentos. Todos sem registro dos órgãos competentes.

A matéria completa está em -> Falso médico e empregados de sindicato são acusados de golpe no Acre | EBC

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Sindicato Expresso

SINDMED-JF

SINDMED-JF
A luta sindical na Internet.

PARA INDICAR O SINDICATO EXPRESSO, CLIQUE NO LINK ABAIXO.

Indique este Site!

ASSINE O SINDICATO EXPRESSO - GRÁTIS E RECEBA EM PRIMEIRA MÃO.

Receba Sindicato Expresso por e-mail

Grupos do Google
Participe do grupo Sindicato Expresso
E-mail:
Visitar este grupo