quinta-feira, 30 de julho de 2015

Médicos da Prefeitura de Juiz de Fora terão importante assembleia geral no dia 4 de agosto.

SINDICATO DOS MÉDICOS DE JUIZ DE FORA E ZONA DA MATA MG
Juiz de Fora, 29 de Julho de 2015.

FAX SINDICAL

Aviso sindical importante:

ASSEMBLEIA GERAL DOS MÉDICOS DA PREFEITURA DE JUIZ DE FORA

PAUTA: carga horária especial – A legislação deverá ser modificada. Qual a sua posição? O Sindicato precisa de ter uma posição tirada em assembleia diante desse assunto.
Gratificações para atenção primária, secundária e urgência e emergência.
Informes e deliberações sobre todos os assuntos da pauta.
PROPOSTA MUDANÇA DA LEGISLAÇÃO SOBRE CARGA HORÁRIA DOS MÉDICOS MUNICIPAIS. O ASSUNTO SERÁ DEBATIDO E VOTADO NESSA ASSEMBLEIA. CASO SEJA DO SEU INTERESSE SABER O QUE PODE MUDAR NO SEU TRABALHO, COMPAREÇA, MOBILIZE, AJUDE A TER UMA ASSEMBLEIA BEM REPRESENTATIVA.

DATA, HORA, LOCAL:
Compareça e divulgue. Dia 4 de agosto próximo, 19 horas e trinta minutos, na Sociedade de Medicina e Cirurgia.


Caso dos falsos médicos terceirizados no SUS de São Paulo continua tendo desdobramentos.

Falsos médicos, que usavam CRM de outras pessoas, exerciam ilegalmente a Medicina no interior de SP. Esses médicos foram contratados por empresas que fazem intermediação de mão de obra para atividades fim em serviços públicos de saúde. São contratadas por prefeituras que financiam esse tipo de serviço com dinheiro dos cofres públicos.
Mandados judiciais determinaram busca e apreensão nas sedes das três empresas envolvidas. Uma delas não foi localizada. Apesar de ser uma empreiteira do SUS, forneceu endereço falso. 

Agora o promotor de Mairinque propôs ação para que empresas envolvidas devolvam o dinheiro que foi pago pelos serviços dos falsos médicos às prefeituras



GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL LIBERA VERBA PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE LOGO APÓS NOMEAR NOVO SECRETARIO.

Muitos médicos, gestores públicos e pessoas que atuam na área de saúde já ouviram falar, já suspeitaram ou já tomaram conhecimento do assunto que vamos tratar aqui. Trata-se do condicionamento, não formal, não expresso, sem qualquer publicidade ou apelo à legalidade ou à moralidade, que o Ministério da Saúde, por obra de seus burocratas, costuma fazer a prefeituras e estados ligando a liberação de verbas a determinadas nomeações, contratações de determinadas consultorias ou aceitação de determinadas diretivas emanadas dos gabinetes do Ministério. Nesses casos não existe qualquer possibilidade de objeção, rejeição ou, até mesmo, apreciação, pelos poderes públicos dos entes federativos atingidos por essas solicitações.

Vez por outra temos colhido evidências desses casos. E dessa vez sabemos que o mesmo modus operandi se repetiu no governo do Distrito Federal. Vampiros e sanguessugas continuam metendo medo.

O Ministério da Saúde tem deixado pegadas que apontam seu modo de agir. Desde a imposição do Mais Médicos a alguns municípios recalcitrantes pôde-se observar isso com mais clareza. Agora no caso do DF, as pegadas nos levam a algo mais do que uma simples suspeita. Um dia depois do governador nomear um petista derrotado em eleições, ligado à clã Sarney e que responde processo por improbidade administrativa, o Ministério da Saúde, em estranha e surpreendente “coincidência”, libera verba para o Distrito Federal.

A postagem, de autoria da Dra. Miriam Stein, pode ser conferida no link → http://www.blogdofredlima.com.br/2015/07/27/desconfianca-nossa-melhor-conselheira/

O senhor Fábio Gondim, que foi candidato não eleito a deputado federal pela sigla do PT do Maranhão, foi secretário do governo de Roseana Sarney, responde processo por improbidade administrativa, não possui formação e muito menos conhecimento na área de saúde. Não sabemos de que forma ocorreu a indicação deste senhor para ocupar a pasta, mas fica bem claro o poderio do clã Sarney e a grande influência do PT no governo Rolemberg.
Nesta quinta-feira (23), o Ministério da Saúde liberou R$ 4,6 milhões para o DF (Portaria 1.034/2015). Bem providencial essa destinação de recursos à saúde do Distrito Federal, um dia após a nomeação de Fábio Gondim para a Secretaria de Saúde do DF. Agora pense comigo: ele é cria do Sarney, foi candidato pelo PT do Maranhão, responde processo por improbidade administrativa e depois de sua nomeação o governo Dilma libera dinheiro para saúde do DF. Será que as pessoas vão ver o dinheiro investido na saúde ou esse dinheiro terá outro caminho?”


* Correspondência para o Fax Sindical – sugestões, críticas, informações – para guatemoz@gmail.com

* Acompanhe mais informações em http://sindicatoexpresso.blogspot.com

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Sindicato Expresso

SINDMED-JF

SINDMED-JF
A luta sindical na Internet.

PARA INDICAR O SINDICATO EXPRESSO, CLIQUE NO LINK ABAIXO.

Indique este Site!

ASSINE O SINDICATO EXPRESSO - GRÁTIS E RECEBA EM PRIMEIRA MÃO.

Receba Sindicato Expresso por e-mail

Grupos do Google
Participe do grupo Sindicato Expresso
E-mail:
Visitar este grupo