quinta-feira, 23 de julho de 2015

Municípios brasileiros são obrigados a rever carga horária por não conseguirem manter um patamar salarial digno para seus empregados.

Os municípios brasileiros assumiram importantes responsabilidades no campo da saúde ( Constituição "cidadã" de 88, municipalização da saúde, SUS), segurança pública (necessidade de criarem as guardas municipais, diante do aumento assustador da criminalidade no Brasil e da violência urbana e insegurança nas ruas), educação (sobretudo creches) e outros setores. Esse aumento de responsabilidades não foi correspondido por nenhuma revisão do pacto federativo ou reforma do sistema tributário. Com isso muitos municípios não podem reajustar, de forma digna, o salário de seus servidores. Para compensar essa distorção, fizeram concessões amigáveis sobre carga horária. Agora, autoridades alienadas dessa realidade fazem cobranças excessivas sobre a carga horária e os municípios respondem alterando a legislação.

A crise se estende por todo o Brasil contemporâneo.

Esse é o caso do município de Bocaina, no Estado de São Paulo, que você pode ler no link abaixo.



Bocaina busca saída para acertar horário de servidores - notícias de Região - Comércio do Jahu

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Sindicato Expresso

SINDMED-JF

SINDMED-JF
A luta sindical na Internet.

PARA INDICAR O SINDICATO EXPRESSO, CLIQUE NO LINK ABAIXO.

Indique este Site!

ASSINE O SINDICATO EXPRESSO - GRÁTIS E RECEBA EM PRIMEIRA MÃO.

Receba Sindicato Expresso por e-mail

Grupos do Google
Participe do grupo Sindicato Expresso
E-mail:
Visitar este grupo