quinta-feira, 30 de julho de 2015

Sem recursos prefeitura de Campo Grande tenta convocação de médicos para evitar que crise se transforme em caos na Saúde.

Médicos pedem demissão na prefeitura de Campo Grande MS. O serviço público não é hospitaleiro para a classe médica e pedidos de demissão são frequentes. Faltam concursos públicos e os municípios não podem garantir aos médicos uma remuneração digna. A prefeitura de Campo Grande tenta uma convocação para conseguir profissionais para atuar em regime de plantão. Sindicato dos Médicos não acredita que decisões dos gestores municipais 

Conforme publicado no Diário Oficial desta quarta-feira, os profissionais são médicos plantonistas, clínicos gerais e pediatras. A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) informou que os médicos irão dar plantões em todas as unidades de saúde UBSF, CRFs e UPAs.
Apesar do número ser chamativo, durante a convocação e posse muitos ainda podem desistir, pois a categoria está insatisfeita com o corte de gratificações, medida tomada pela prefeitura para conter gastos. O sindicato dos médicos chegou a cogitar, no início deste mês, voltar a paralisação para reivindicar a volta do benefício.
Outro ponto é o fato de que, reportagem publicada pelo Correio do Estado no dia 19 de julho, do começo do ano até o dia 17 de julho, 255 médicos pediram demissão na prefeitura. Entre esse número, estão os que pediram exoneração e também os convocados.
Matéria completa em ->Para amenizar caos na saúde, prefeitura convoca 275 médicos - Correio do Estado

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Sindicato Expresso

SINDMED-JF

SINDMED-JF
A luta sindical na Internet.

PARA INDICAR O SINDICATO EXPRESSO, CLIQUE NO LINK ABAIXO.

Indique este Site!

ASSINE O SINDICATO EXPRESSO - GRÁTIS E RECEBA EM PRIMEIRA MÃO.

Receba Sindicato Expresso por e-mail

Grupos do Google
Participe do grupo Sindicato Expresso
E-mail:
Visitar este grupo